Como ser um profissional mais influente

Se formos analisar pela ótica do marketing sobre o que leva as pessoas a consumirem determinados produtos ou serviços oferecidos pelas empresas, veremos que as estratégias de persuasão têm o papel relevante para que estas escolhas aconteçam.

O especialista no estudo sobre persuasão, o professor de psicologia Robert Cialdini, elencou seis fatores que, segundo ele, são capazes de influenciar como as pessoas consomem serviços e produtos.

Segundo Cialdini:

a persuasão é uma ciência que pode ser usada para explicar ou moldar a forma como um produto/serviço é percebido pelo público, e isso pode ser usado pelas empresas para influenciar seus consumidores.

Só que da mesma forma que as empresas se utilizam destas técnicas para incentivar o consumo, é possível usar a mesma filosofia para que profissionais possam vender o seu principal produto: ele mesmo!!!

Se mudarmos o foco para a valorização da marca pessoal e usarmos o marketing pessoal com estratégias de persuasão, será possível extrair diversos benefícios para a carreira profissional.

A persuasão não é apenas uma arte, é uma ciência com um vasto conjunto de evidências científicas capazes de explicar como as pessoas se influenciam.

São seis princípios universais que podem ser usados no contexto profissional do marketing pessoal. Vejamos:

1-     Reciprocidade – Os seres humanos muitas vezes sentem a necessidade de retribuir um favor ou um gesto gentil. No contexto do consumo as marcas costumam oferecer amostras grátis ou alguma bonificação.

No ambiente de trabalho, um profissional gentil e prestativo tende a ser bem visto, gerando um clima de harmonia entre seus colegas e toda empresa. Um profissional que contribui com os outros está mais propenso a receber ajuda também quando for necessário, criando assim um verdadeiro clima a seu favor.

2-     Compromisso – Uma vez que alguma pessoa está envolvida com algo, ela está muito mais propensa a continuar com esta coisa. Nos negócios, isso significa cultivar lealdade com à marca.

Um profissional pode estabelecer essa relação de lealdade com a empresa em que trabalha, pois quando verdadeiramente comprometido aumenta a possibilidade de desenvolver um sentimento de lealdade recíproco com a empresa.

3-     Mentalidade comum – Quando mais pessoas fazem uma determinada coisa, mais provável são que as outras pessoas a façam também. Quando as marcas podem demonstrar sua popularidade ou satisfação frente a um grande número de clientes, isso estimula outros consumidores também a comprar.

Por isso é importante um profissional ter uma boa imagem perante o mercado de trabalho. Quem é bem visto é mais desejado, quem é conhecido é mais lembrado. Uma imagem positiva, com certeza, aumenta as chances profissionais futuras.

4-     Autoridade – As pessoas são mais propensas a ouvir um especialista do que qualquer um que não o seja. Assim, da mesma forma que a mentalidade comum é importante, ter um especialista relevante falando sobre a eficácia de produto ou serviço de uma marca é essencial para conversa de novos consumidores.

Do ponto de vista profissional significa que precisamos desenvolver autoridade com aquilo que desejamos trabalhar. Daí a importância de se estudar e se especializar naquilo que você deseja fazer, e principalmente se fazer perceber como uma autoridade naquilo que faz.

Ter “autoridades” em seus quadros de funcionários é interessante para as empresas e esses profissionais poderão saírem na frente de outros na hora de buscar oportunidade no mercado de trabalho.

5-     Proximidade – Pessoas que são semelhantes ao consumidor alvo são mais propensas a persuadir o consumidor a comprar.

E como isso pode ser aplicado no ambiente de trabalho? Justamente alinhando com a missão e a visão da empresa.

As empresas não buscam apenas somente um funcionário, elas querem alguém comprometido com seus valores e com a sua cultura. É preciso ser flexível e ter a capacidade de se adaptar às diferentes necessidades do ambiente de trabalho.

6-     Escassez – As pessoas tendem a querer aquilo que não podem ter. Fazer um produto ou serviço parecer exclusivo ou pouco disponível o torna mais atraente para o consumidor e aumenta a probabilidade de compra, além de contribuir para um provável preço mais alto.

E como é possível se tornar mais valorizado na área profissional usando este gatilho mental? Fazendo aquilo que os outros não fazem, aprimorando as suas habilidades, tendo um conhecimento maior que os outros.

Entregar mais com mais qualidade é a chave para ser a solução pouco encontrada no mercado.

Considerando esses seis princípios de influência, os profissionais podem buscar seu aprimoramento, sendo mais valorizados no mercado de trabalho. Entretanto, existe uma diferença importante entre influência e manipulação.

Ser influente é conquistar e se valorizar com os seus próprios méritos. Manipular é fingir algo que não se é e representa, a longo prazo, um anunciado desastre para a sua carreira.

Desenvolvo para profissionais processos de aumento da valorização profissional através do fortalecimento da marca pessoal com foco na elevação do poder de influência, se tiver interesse em se aprofundar mais sobre este assunto, é só fazer contato comigo, posso lhe garantir que este é um dos caminhos mais eficazes de levar a sua carreira para o próximo nível.

Comentários no Facebook