O que é a marca pessoal, afinal?

É muito comum quando saímos de casa nos olharmos no espelho para saber como estamos. É claro que o objetivo é ver que imagem vamos mostrar para o mundo, e basicamente este ato normalmente involuntário, retrata nossa preocupação com o que vamos passar para os outros, e o espelho, literalmente revela a exata imagem que iremos entregar as pessoas, imagem esta que ficará memorizada, e funcionará como nosso identificador visual para todos que nos rodeiam, o que nos permite dizer que esta seria a nossa marca visual, mas afinal, é isso que é a marca pessoal?

Muitos têm uma preocupação forte com esta identificação visual e investem pesado para se posicionarem melhor neste quesito, algo até muito valorizado, e porque não dizer, tido como essencial para um bom posicionamento na escala de valores da sociedade em que vivemos, estando ai o mercado próspero de produtos e serviços voltados a beleza pessoal para provar este fato. Mas são poucos, muito poucos, que se preocupam com um componente, até relacionado e que muitas vezes se confunde com esta marca visual, porém extremamente mais relevante para este melhor rankeamento positivo na área pessoal e profissional, que é a marca pessoal, o que te faz único.

Marca pessoal é única

E ao contrário do que alguns pensam , a marca pessoal não se restringe apenas a imagem visual que você passa para os outros, não que essa não seja importante, é claro que é, além do quê, ela é um  fator importante para compor a marca pessoal, mas outros destes atributos também precisam ser observados, e principalmente cuidados com a mesma, ou até maior intensidade para que você tenha uma marca pessoal de valor, pois é ela que vai ser o seu principal patrimônio para o sucesso pessoal e profissional.

Mas que atributos seriam estes? Para responder esta pergunta é preciso que você se posicione como um produto que precisa ser vendido, não será apenas a embalagem que vai ser o gatilho que concretizará a venda, muitos outros fatores entram nesta “arena” da decisão para consolidar o produto como passível de venda ou não, são estes fatores que “marcam” este produto para o mercado.

Dá mesma forma somos nós. Somos um produto em um mercado, e precisamos estar bem posicionado, precisamos estar “marcado” com atributos que nos valorizem como pessoas e principalmente como profissionais, para sermos “bem” comprados por este mercado. São estes atributos que precisam estar presentes e muito bem trabalhados, pois são eles que definem a nossa marca pessoal.

É preciso que nossas melhores características estejam bem “visíveis” como a nossa imagem vista no espelho lá de cima, é necessário externar todas as qualidades que temos para que a percepção dos outros nos aceite como um produto “top” do mercado. Mas para isso precisamos ajustar o nosso mindset para esta nova realidade, a realidade de  cuidar de nossa marca pessoal com a mesma, ou até maior preocupação com que cuidamos da nossa aparência.

Não vou dizer que será tão simples e tão natural como se olhar no espelho e se arrumar para ir para rua todas as manhãs, pois são muitos pontos para serem observados, e principalmente melhorados, mas como já diz o jargão, “se fosse fácil, todos fariam”, não é? Mas tenha certeza, tem gente fazendo e se destacando no mercado, é só olhar ao redor. Observe a percepção que uma pessoa que você considera de sucesso em determinada área deixa em você, esta é a marca pessoal dela.

As pessoas que possuem uma boa marca pessoal exteriorizam seu talentos com carisma, conhecem e respeitam seus valores, agem com foco em seus propósitos e missão de vida, têm conhecimento e exploram com bastante habilidade seus pontos fortes, e usam suas competências com maestria e comprovada autoridade em sua área de atuação, normalmente se apresentam com o estilo próprio e padronizado, apresentando sempre um discurso que as fazem se diferenciar das demais pessoas, e na maioria das vezes entregam sempre bons resultados em tudo que fazem, preocupando-se a todo instante com sua evolução pessoal.e com muito respeito as pessoas que estão ao seu redor.

Com que palavras você definiria uma pessoa assim? Certamente seriam com as mesmas palavras que definiria um bom produto, não é mesmo?

Como falei, não é fácil! É preciso conhecer a fundo os seus valores pessoais, seus propósitos, seus talentos, competências, pontos fortes e francos e principalmente ter um modelo de ação para se transformar em um produto de primeira linha para o mercado, para assim, ser encontrado e “bem” comprado pelo mesmo.

Muitas daquelas perguntas que fazemos a nós mesmo do tipo, por que não arrumo um emprego? Por que não consigo ser promovido? Por que quase nunca sou notado? Por que não estou nas melhores equipes? Por que só trabalho para pagar contas? Tem como resposta: Porque sua marca pessoal não está valorizada.

Então, respondendo a pergunta do título deste artigo, o que é a marca pessoal , afinal?

É a percepção que você deve passa para os outros sobre você mesmo, e quando positiva,  lhe leva a conquista do sucesso!.

Pense nisso!!!

Caso queira saber como anda a sua marca pessoal faça o teste clicando aqui


Se interessou-se por este artigo e acha que um ou mais amigos seus precisariam ter conhecimento sobre o assunto, compartilhe para este amigo ou para a timeline de suas redes sociais usando os botões específicos que aparecem ao redor.

Eu sou Lula Moura especialista em carreira, realização profissional e reforço de sua marca pessoal, para fazer contato comigo use o formulário de contato ou o meu WhatsApp.

Comentários no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *