Como consolidar a evolução na carreira

Lula Moura - Evolução de Carreira

Evoluir na carreira é um objetivo desejável, e porque não dizer, primordial para qualquer profissional, independente do setor ou atividade.

Mas quantos profissionais tem ao menos uma pequena estratégia, ou plano de ação para transformar este desejo em realidade?

O conhecimento técnico na área que atua é essencial para entrar no mercado, desempenhar bem as suas funções e até destacar-se no seu meio profissional é importante, mas é necessário muito mais para conseguir uma real progressão profissional.

E ao contrário do que muitos pensam, evoluir profissionalmente não acontece apenas com a melhoria das habilidades e do conhecimento na área que atua.

É preciso também ter uma evolução no nível de consciência do seu posicionamento no papel que desempenha em sua organização.

Ter a clareza do que a organização espera de você como profissional é fundamental para a partir daí, ver se é possível ou não se preparar para entregar este papel de uma forma mais estratégica.

Desenvolver esta habilidade de se posicionar como um produto de valor, é a chave para o sucesso da área profissional e até da vida pessoal.

Para que esta “chave” seja construída, o autoconhecimento, a clareza dos valores pessoais, as forças e os talentos precisão estar alinhados com os seus papeis profissionais para que assim, a valorização de sua marca pessoal seja direcionada para a sua carreira.

Pode parecer simples, mas a consolidação deste conceito precisa ser bem planejada, executada e avaliada a cada momento para que possa estar alinhada com uma boa estratégia para a sua evolução profissional.

O problema é que não formos “treinados” se quer, para perceber isso.

O modelo de formação padrão nos ensinou apenas a valorizar as competências técnicas, ou seja, o foco no fazer.

Mas o grande diferencial hoje passa a ser também, o como fazer bem, e principalmente entender bem o “porquê” fazer.

Daí a necessidade de se ter um planejamento de carreira levando em consideração esta ótica, pois é ela que irá fazer a grande diferença na consolidação de sua evolução profissional.

Este aparente pequeno detalhe faz toda diferença entre ter um caminho para o sucesso, e ficar pulando de galho em galho modelando ideias de outros, e táticas soltas que normalmente só levam a frustrações.

Não que elas não prestem ou não funcionem, o problema é que elas precisam ser muito bem conectadas a uma estratégia volta para um objetivo bem traçado.

São por estas e outras razões que os profissionais que resolvem investir em ajuda profissional para buscar este autoconhecimento e clareza, colhem com frequência os melhores resultados.

Não que os investimentos em qualificações técnicas e acadêmicas não tenha valor, longe disso, mas será que não seria interessante fazer estes investimentos que demandam bastante recursos financeiros e principalmente de tempo, em algo que realmente possa impulsionar sua carreira de fato?

A sua solução está em você, e talvez já pronta para gerar resultados e você nem saiba.

Pense nisso!!

O marketing digital funciona ou fui enganado?

Lula Moura - Marketing Digital

 

Certamente a principal barreira para a decisão final de um profissional partir para empreender, é a dificuldade de atrair clientes.

E com os inúmeros e crescentes históricos de pessoas que resolvem usar o marketing digital para atrair clientes sem sucesso, esta barreira vem ganhando cada vez mais força.

Eu acredito que quanto isso acontece a culpa não é do marketing digital em si, mas da estratégia que está sendo adotada para usar este modelo de marketing.

Mesmo que você acredite que tem uma boa estratégia adotada, porque comprou um curso fantástico e com resultados verdadeiramente comprovados, é bom que fique sabendo que uma mesma estratégia pode ser matadora para alguns casos, e completamente ineficaz para outros.

Primeiro quero deixar claro que a grande maioria das estratégias que ensinam por aí, funcionam de fato.

Tem muita gente que já não acredita mais no que é falado e ensinado na internet, mas a realidade é que a grande maioria das estratégias de atração funcionam se forem implementadas nas “condições ideais de temperatura e pressão”.

O problema é que muita gente acaba replicando estratégias sem entender seus fundamentos, e então vêm uma que “simpatiza” e aparentemente tem bons resultados, e correm para modelar o método.

Então fica aquela mesmice! Todos fazendo a mesma coisa para ganhar atenção, mas sem saber o que fazer depois disso.

Vejo muitas pessoas fazendo conteúdo solto, sem entender direito o que está fazendo.

Muitos e-books sendo lançados fora de contexto, muitas lives sem um propósito definido, e muitos cursos sendo oferecidos para público errado, no momento errado e sem fazer parte de uma estratégia mais robusta.

marketing digital 2Outro grande erro que vejo, é a terceirização da estratégia de atração de clientes.

Saber vender bem o seu produto, é o coração do seu negócio, e nenhuma agência ou freelancer vai entender a fundo e no nível necessário, o que é precisa para pôr com sucesso o seu produto no mercado.

Acredito que a pessoa que mais entende do seu produto é você mesmo, ou quem está diretamente ligado a geração e entrega deste produto em sua organização, por isso a importância de se envolver ao máximo com as estratégias de marketing para atrair clientes.

Contratar alguém e depois só cobrar resultados, geralmente não dá muito certo.

Vou mostrar para você alguns conceitos e caminhos a serem percorridos para colher bons resultados com o marketing digital.

Por ter experiência prática e possuir estratégias e ofertas já validadas, eu consegui fazer experiências, comparações e entender mais a fundo o que funciona ou não, e em que momento as ações devem ser aplicadas.

Meu objetivo aqui é torná-lo mais consciente sobre isso, para que dessa forma trace a sua própria estratégia, ou então escolha com mais critério qual estratégia de atração de clientes quer aplicar, e em qual momento.

As diferentes estratégias variam em formato, meio utilizado, e tempo de duração de cada etapa.

Mas as etapas são geralmente, sempre as mesmas três:

1. Capturar a atenção do cliente ideal;

2. Iniciar um relacionamento, como se fosse uma “conversa em etapas”, que vai tornando o possível cliente mais consciente sobre a necessidade de resolver um problema ou alcançar um determinado resultado;

3. Por fim fazer uma oferta de uma solução a esse cliente.

Algumas vezes após fazer a oferta existe um período de negociação, com quebra de objeções para que o cliente finalmente tome a decisão de compra.

Para negócios físicos e online que querem usar os meios digitais para atrair clientes existem basicamente 3 tipos de ações táticas:

1. Prospecção Ativa;
2. Eventos (Online);
3. Funis de Vendas.

Modelos híbridos, que combinam táticas de 2 ou 3 tipos diferentes, tendem a funcionar muito bem e permite maior lucratividade e escalabilidade ao empreendedor.

O problema é saber qual usar, no momento certo e de forma a não criar confusão e ineficiência, fato muito comum para quem tenta atuar sem ter uma clareza do que fazer para atingir o objetivo.

Vou falar brevemente sobre cada uma delas.

Prospecção Ativa:

É a mais comum e geralmente a primeira ação a ser explorada por qualquer empreendedor, suas bases são o networking pessoal, indicações e abordagem direta.

Mas não se engane, se não houve um planejamento para executar esta prospecção, os resultados poderão não ser atingidos ou ficarem muito a quem do esperado.

Eventos online:

Esta se tornou a mais popular nos últimos tempos com os adventos das “lives” durante os picos iniciais da pandemia da Covid-19.

E para muitos, ela se tornou o único meio de atração do marketing digital.

Com base na proposta de aumento de autoridade em determinada área, criou-se uma verdadeira briga de audiência em alguns horários nas redes sociais, fazendo com que as audiências úteis, aquela onde se exclui familiares e amigos, fossem mínimas e até inexistentes.

E o pior, é que na maioria dos casos, estas “lives” são realizadas sem qualquer estratégia para gerar alguma conversão durante, ou posteriormente aos eventos.

Porém, quando bem estruturada e aplicada para o público-alvo desejado e devidamente registrado para o evento, e com ofertas bem preparadas, o método é bastante eficiente e normalmente gera bons resultados diretos e indiretos.

Para esta categoria de evento online, ainda podemos contar com webnários, lançamentos de desafios, lançamentos meteóricos, workshops, semana de aulas, e mais alguns outros.

Funis de Vendas

Esta é uma estratégia que geralmente funciona bem quando combinada com a prospecção ativa e os eventos online.

Existem funis dos mais simples aos mais complexos, e podem ser uma boa para quem quer ganhar escala sem correr muitos riscos de exposição frequente.

Os funis mais comuns envolvem elementos-chave como, iscas digitais, produto de entrada, produto principal, upsell, downsell e campanhas com frequências estabelecidas.

Esta estratégia já exige uma maior necessidade de investimento na estrutura de gestão, para criar um melhor relacionamentos com a audiência que tem um maior interesse nos seus produtos, os chamados “leads”.

É a estratégia mais usada pelos grandes players, pois abre a possibilidade de um contato direto com estes leads, sem o intermédio dos algoritmos das redes sociais.

Costumo dizer que com esse método você traz o seu público-alvo para o seu terreno, deixando-os longe da casa alugada, que são as redes sociais.

Por último, e não mesmo importante, é preciso ter claro que para se ter um negócio, por menor que seja, é preciso fazer investimentos.

Prospectar clientes se enquadra como investimento, então não se iluda que vai ter sucesso no marketing digital apenas “falando” para os seus seguidores.

Além de boa parte dos seguidores não serem o público ideal para determinado produto seu, o próprio algoritmo das redes sociais só entrega o seu conteúdo para uma pequena parcela deles.

Portanto não perca energia e tempo trabalhando “apenas” o orgânico (postagens diretas para os seguidores).

É preciso criar campanhas pagas que foquem diretamente o público correto para o seu negócio.

E obviamente com objetivos bem definidos para se criar conteúdos de valor, e condizentes para as necessidades do seu público, mostrando com clareza os benefícios e as transformações que seu produto pode entregar.

Não foque no que você ou sua empresa são, não dê ênfase a títulos, estrutura, metodologia ou ferramenta a ser utilizada. 

O seu cliente quer o resultado que o seu produto oferece, o seu marketing precisa mostrar isso!!!

E fique certo, você não foi enganado em nenhum momento sobre os resultados do marketing digital, se você ainda não tem resultado, é porque não está sabendo usar as estratégias certas, para o público correto e no momento adequando.

 

Quero empreender! Como começar a agir?

Lula Moura - Pensamento Empreendedor

Cópia de Cópia de Cópia de QUERO EMPREENDER

Hoje tenho a convicção de que o principal erro, e que desencadeia uma série de outros erros em cascata, é encarar o papel de empreendedor com a visão padrão de uma profissão tradicional.

O caminho padrão de uma profissão > Escola > Faculdade > Profissão

Eu preciso ter uma formação para ter uma profissão.

É claro que este é o modelo mais comum para a maioria das pessoas, o problema é quando a pessoa quer empreender partindo deste mesmo raciocínio.

Então ela começa olhar para formações, certificados para depois tentar encaixar tudo isso no mercado.

Só que no mundo dos negócios isso simplesmente não funciona.

As formações e respectivas certificações não vão fazer ninguém comprar nada de você fundamentalmente por isso.

O mercado vai comprar de você o valor que entrega, e não importa se você tem formação, curso de especialização, MBA ou coisa parecida.

O que vale é o formato e a entrega das soluções que seus clientes procuram.

É claro que precisa saber entregar isso, e cursos que ajudam a melhorar esta capacidade de gerar estas soluções tem valor.

Mas não é o título, como a grande maioria pensa e ostenta em suas apresentações pessoais.

Essa abordagem invertida gera inúmeros problemas para os aspirantes a empreendedores, que não se deram conta disso ainda.

Não partem para ação de entrega de suas soluções, em busca de mais formações para sentirem segurança, que na verdade, só virá com a prática e quando estas entregas começarem a acontecer.

Por isso muitos gastam rios de dinheiro com coisas que não irá ajudar no processo para ter clientes, buscando títulos e formações atrás de formações.

O foco fica muito voltado naquilo que sabem ou pretendem fazer, e esquecem de olhar com mais cuidado para aquilo que o mercado realmente deseja, e que com certeza, não será uma certificação ou título estampado em uma porta, cartão de visita ou bio de alguma rede social.

Por mais louco que possa parecer, as pessoas que se julgam menos qualificadas, tem mais facilidade de criar um negócio de sucesso, justamente por não terem este pensamento influenciado.

Elas conseguem simplesmente olhar para o mercado, entendê-lo sem julgamento e conceitos e pré-requisitos necessários para atuar nele.

Acham que tem uma solução, começam a entregá-la e vão fazendo o negócio acontecer, e aos poucos vão se aprimorando, e aí sim, buscando evoluções através de formações, mas desta vez, com o foco voltado para o negócio.

Para empreender é preciso ter a clareza da real transformação que o seu produto irá entregar para o seu cliente, e focar toda energia para entregar esta transformação da melhor maneira possível.

Se deseja empreender e não tem ideia do que fazer e por onde começar, peça ajuda.

Pode ser a uma pessoa experiente em uma área que possa lhe interessar, um bom amigo que tenha autoridade para lhe ajudar, ou um mentor profissional para lhe ajudar a ter clareza para encurtar os caminhos e evitar desperdícios de tempo e dinheiro.

Qual a melhor opções para evoluir na carreira?

Lula Moura - Escolhas profissionais

Certo dia vi uma enquete no Linkedin postada por um dos grandes Gurus da consultoria de carreira, com a seguinte questão:

“Qual fator você gostaria de melhorar dentre estas 3 opções?”

1 – Conhecimentos técnicos
2 – Resultados
3 – Imagem profissional

Peço que faça agora a sua opção, qual escolha seria a sua?

Vou agora postar o resultado da enquete que encerrou com 7.996 votos.

Conhecimento técnico ficou com 41%, Resultados 20%, Imagem profissional 38%.

E aí!?

O que acho do resultado da enquete? Bateu com a sua escolha?

Bom! Vou fazer a minha análise.

Vamos imaginar a sua carreira. O que você acredita que pode fazê-la evoluir baseado nestes três fatores?

Para agilizar esta análise vamos adotar o seguinte padrão:

Vamos fazer cada um destes três fatores ficar em alta enquanto os outros dois caírem, e com isso fazer uma análise de sua carreira frente a uma visão organizacional.

Cenário 1 – Conhecimento técnico muito alto, resultados e imagem profissional em baixa.

Neste cenário o seu currículo é uma referência, suas formações são inúmeras, você tem os fundamentos de tudo voltado a sua profissão, e é tido na organização como o Cara que sabe tudo da área, mas os seus resultados para esta organização e sua imagem como profissional não são bons.

Você acha que a sua carreira vai decolar, você será promovido?

Não vai!!!

Acredito que com este cenário, nem muito tempo irá passar na organização.

Conhecimento sem prática efetiva não vale de nada, é igual a um livro, todo o conhecimento está lá, mas ele não consegue transformar em prática.

Cenário 2 – Imagem profissional em alta, resultados e conhecimentos em baixa.

Neste cenário você é uma cara com boa visibilidade, bem articulado até na alta gestão.

Será que isso será o suficiente para sua carreira evoluir?

Pode até ser, mas nunca de forma consistente.

Com pouco conhecimento e resultados fracos, a sua sustentação não irá resistir a qualquer crise, ou a uma análise externa isenta de relacionamentos pessoais.

Cenário 3 – Resultados em alta, conhecimentos em baixa e imagem profissional em baixa.

Neste cenário você é o cara dos resultados, o papel ao qual lhe foi entregue é realizado.

Há quem diga que ninguém entende como você consegue, por acha que você não sabe de nada, e sua imagem profissional é fraca.

Mas as metas e as entregas estão lá!! Fatos e dados comprovados.

A sua carreira vai decolar?  Você poderá ser o escolhido para um promoção em uma área mais desafiadora?

Sim!

Os resultados atingidos e comprovados é o que toda organização procura.

Você não é contratado pelo que sabe, você é contratado para entregar o que faz com o que sabe.

Se isso não acontecer, nada vai adiantar para você.

E agora!?

Por que a enquete deixou o “resultado” em último lugar, apenas 20% das escolhas?

Porque o mercado nos induz ao padrão de buscar formação para ser um profissional, e ter uma boa imagem para se dar bem. Só que isso é que todos fazem, e pior sem qualquer estratégia.

É claro que tendo os dois, os resultados têm grandes possibilidades de serem bons, mas não há qualquer garantia disso, principalmente se você não for buscar as formações e a moldagem de sua imagem profissional com foco nos resultados que são precisos.

Não é raro, escutar profissionais comentarem que precisam fazer uma pós graduação para evoluir na carreira, muitas vezes sem qualquer análise focada na sua realidade ou momento profissional.

O saber o que é preciso para sua evolução profissional tem uma conexão direta com o autoconhecimento, com a clareza dos seus verdadeiros interesses e potenciais pessoal.

Só para dá exemplos deste conceito que estou falando, e que claramente não é unânime, vão ai o nome de dois grande profissionais que não tinham formações acadêmicas, imagens profissionais polêmicas mas viraram referencias profissionais:

Bill Gates e Steven Jobs, ambos não eram formados, e o segundo com uma imagem até polêmica, mas o autoconhecimento de seus potenciais e objetivos, os levaram a ter uma capacidade de inovação e entrega que geraram resultados surpreendentes.

Então o que fazer para saber como melhorar profissionalmente?

Se analise, tenha clareza dos resultados que tem que entregar, do que é capaz de entregar melhor, e o que é preciso fazer para melhorar a entrega destes resultados.

E ai sim! Vá em busca das formações técnicas e da melhor forma de mostrar a sua imagem profissional.

Pois o que importam mesmo, são os resultados, são eles que sustentam todo o conjunto.

Antes de escolher o caminho de melhorar sua carreira, faça uma boa avaliação ou uma revisão de sua carreira para obter um diagnóstico preciso de como agir.

O mercado hoje oferece diversa opções para isso, e hoje é o que tem gerado os melhores resultados para os profissionais que escolhem este caminho.

A difícil tarefa de se autoavaliar

Lula Moura - Duvidas profissionais

Seguindo a tendência que algumas organizações estão adotando, resolvi disponibilizar no meu site um questionário para que profissionais interessados possam, eles mesmos, fazerem uma autoavaliação de suas carreiras onlne.

Na verdade, trata-se de um questionário de múltipla escolha com algumas perguntas, cuja respostas são comparadas com a resposta de um profissional que obtém excelentes resultados em sua trajetória profissional, o que em tese, seria uma modelo a ser seguido.

Esta comparação de respostas gera uma nota para o avaliado que recebe uma breve descrição sobre o seu desempenho junto com esta nota, que são enviados para o e-mail.

Só que em seguida há um fluxo de mensagens que são disparadas em função desta nota e de algumas respostas críticas, com informações e fundamentos para direcionar melhor o avaliado para um caminho com mais probabilidade de encontrar um melhor desempenho profissional, abrindo a possibilidade de inclusive se estabelecer uma reunião online comigo para conversarmos individualmente sobre a sua carreira.

É daí que surge uma surpresa!

Nas entrevistas ao vivo, não raro aparecem algumas desconexões entre a maneira como a pessoa se vê, e como ela realmente é com relação as suas entregas profissionais.

Isto acontece porque normalmente temos alguns tipos de filtros, podemos dizer que até são naturais em função da personalidade e momento de cada um.

Quando o profissional é muito vaidoso e confiante demais, a sua autoavaliação normalmente é alta.

Já quando este profissional tem sua autoestima baixa, ou é extremamente crítico, não consegue demonstrar muitas vezes seus bons posicionamentos no resultado de sua autoavaliação, deixando-a a quem do que realmente deveria ser.

Estes filtros levam a erros na autopercepção, que comumente são percebidos no contato direto que revelam as diferenças entre o discurso e as ações.

Só que isso precisa vir à tona e ser mostrado para que haja uma real clareza para a busca dos reais objetivos profissionais.

Daí a importância do papel de um mentor, que em ação de sua atividade plena, tem a missão de servir, e não de agradar.

Entender o que se está fazendo de certo e errado no trabalho, se está realmente feliz com o que faz, saber o que deseja para o futuro, como melhorar a visibilidade do que entrega, e principalmente saber como realizar tudo isso, é o que trará os resultados positivos que todo profissional deseja.

Ir em busca de uma avaliação de carreira que consiga refletir todas as suas verdades, diante dos reais cenários que convive, é o caminho para gerar reflexões para o planejamento de todo o seu futuro profissional.

E este planejamento é o que dará o direcionamento claro e lhe poupará muitos esforços e recursos em busca do sucesso.

Sucesso este, que por incrível que pareça, muitos nem sabem ao certo qual é!

Se tiver interesse em fazer a sua autoavaliação de carreira online e grátis, e só visitar:

FAÇA SUA AUTOAVALIAÇÃO DE CARREIRA GRÁTIS

O telhado deve ser consertado em dias ensolarados

Lula Moura - Telhado

Somos nós os responsáveis pelo nosso destino.

Precisamos agir para construí-lo e não ficar apenas se movendo para remediar e consertar as coisas quando algo não está  bem.

Comece a planejar a evolução de sua carreira no momento em que tudo está tranquilo, para que possa ir em buscas dos seus reais objetivos, sem pressão e com alinhamento nas coisas que te fazem bem.

Não deixe para consertar o telhado apenas quando estiver chovendo.

CLIQUE PARA CONHECER A MENTORIA DE REVISÃO DE CARREIRA

A armadilha do conhecimento

Lula Moura - Ferrari

Esta foto que representa este tema de hoje, é de onze Ferraris sendo uma preta, e uma BMW na garagem de um único dono!

Incrível, não é?

É muito bonito, gera diversos pensamentos sobre conquistas, sucesso e poder.

Nada contra, até porque os valores de cada um devem ser sempre respeitados.

Agora quando você questiona o porquê prático! Aí sim, aparecem muitas perguntas difíceis de serem respondidas a contento.

A pessoa nunca vai dirigir todos estes carros com frequência, provavelmente não irá emprestar com facilidade aos amigos, e dependendo onde ele resida, dificilmente irá irá pilotar um destes carros a mais de 200 km/h.

E o que isso tem a ver com os temas que sempre abordo por aqui, desenvolvimento pessoal e profissional? Continue lendo “A armadilha do conhecimento”

Você tem uma marca pessoal?

Lula Moura - Você é a sua Marca

Você pode não acreditar, e talvez nem se dê conta disso, mas nesse exato momento, em algum lugar, alguém está se referindo a você, descrevendo você.

São adjetivos que resumem todos os seus esforços, toda sua “batalha”, toda sua dedicação e seus anos de investimentos em você mesmo.

São palavras!!

O terrível é que, muitas vezes, a maioria de nós não tem a mínima ideia de que palavras estão utilizando para nós descrever, principalmente se você nunca se preocupou com isso, nunca ficou atento como você representa a sua marca para as suas relações e para a sua carreira, e como isso pode fazer toda a diferença para o seu sucesso.

Faça a pergunta a você mesmo: Com que palavras você estará sendo descrito? Continue lendo “Você tem uma marca pessoal?”

Qual a postura que você adota na crise?

Lula Moura - Evolução profissional na crise

Dia desses me deparei com uma publicação aqui no Linkedin que dizia que este “novo normal” que todos andam falando, nada mais é, na sua grande maioria, uma antecipação brusca de mudanças que certamente iriam chegar mais cedo ou mais tarde.

De fato há um fundo de razão, mas o problema é que tudo foi muito rápido, e esta velocidade está sendo um dos componentes mais marcantes da crise que estamos vivendo.

Há diversas empresas e pessoas perdidas neste cenário, mas é aí que para muitos, principalmente para aqueles que têm uma alta autoeficácia, que surgem as oportunidades. Continue lendo “Qual a postura que você adota na crise?”

Evoluir é uma escolha, você faz as certas?

Lula Moura - Evolução é uma Escolha

Evoluir é uma obrigação neste planeta em que vivemos, se deixarmos nossa vida à deriva vamos evoluir de alguma maneira, mas partir para esta evolução por opção é alterar o status quo.

Quando estamos incomodados com algo, conseguimos pensar que devemos agir para mudar alguma coisa para melhorar.

O difícil é buscar esta evolução quando estamos em momento de plenitude e abundância.

Mas isso não é naturalmente possível, tendemos a querer aproveitar estas “ondas” dos bons momentos para curtir e se despreocupar, afinal merecemos viver o que a vida trás de bom, não é? Continue lendo “Evoluir é uma escolha, você faz as certas?”