Você faz marketing digital ou panfletagem digital?

O marketing digital ganhou grande visibilidade e relevância, não apenas pelo seu já conquistado poder de penetração com o advento da popularização e acessibilidade da internet.

A possibilidade de divulgar produtos, serviços e até a própria imagem pessoal, está hoje literalmente na palma da mão.

Qualquer um hoje é capaz de fazer a divulgação do seu produto com custos extremamente baixos e até de graça.

Ter um produto ou serviço e não estar presente nas redes sociais, é tido hoje como um erro fatal.

Bom! Até agora acredito que falei pontos que fazem sentido para a grande maioria, nada de novidades.

Mas vou agora relatar a minha percepção com um olhar mais crítico deste movimento pela ótica dos modelos adotados, e principalmente dos resultados obtidos.

Vou pedir a permissão para me credenciar um pouco para poder falar sobre este tema, mas deixo claro que não sou autoridade final, nem tão pouco o dono da verdade.

Mesmo porque, como acabei de falar, vou externar a minha visão gerada pelas minhas experiências.

Entre as diversas formações que tenho, possuo um MBA em Marketing concluído em 2011, a rede social sensação da época era o super popular Twitter.

Sou empresário a quase 40 anos e nos últimos três anos me lancei como coach e consultor de carreira e negócios.

Não possuía uma grande rede de relacionamento ao ponto de sustentar a viabilidade desta nova carreira, e vi o marketing digital como o melhor caminho para tornar este projeto viável.

Precisava ser visto com autoridade e capacidade de gerar as transformações que o meu público alvo desejava, ao ponto de eles entregarem a confiança de um papel importante de suas vidas na minha mão, para que eu pudesse ajudá-los.

E aí?

Será que com lindas postagens motivacionais, citações de grandes pensadores, vídeos e stories de clientes dizendo que mudei a vida deles, um belo currículo acadêmico e com diversas formações nas melhores escolas de coaching do país na bio, seria o caminho para chegar à onde estou hoje?

Será que com isso poderia conseguir clientes de todas as partes do país, atuando da minha cidade natal, Recife, e fazer este projeto, meu sonho de vida, torna-se viável e sustentável?

Sem delongas!! NÃO

Marketing digital é muito mais do que um panfleto digital, e redes sociais não são estações de metrô onde se distribui os panfletos.

Muitos seguidores, muitas curtidas, muitas visualizações de vídeo, não geram qualquer razão de equivalência com conversões, vendas e resultados.

Não que isso não sirva como indicadores, mas são números conclusivos apenas para o fator VAIDADE.

Marketing é ferramenta para gerar relacionamentos, e hoje o momento digital disponibiliza muitos, mais muitos recursos que podem trabalhar a seu favor para criar estas relações.

E me desculpem. Mas não serão apenas cursos de uso “estratégico” de qualquer rede social, nem tão pouco a busca da habilidade em qualquer programa de edição de imagens que vão gerar este resultado.

Gente!! Se fosse só isso estava todo mundo bombando!!!!

Montar sua estrutura de marketing digital apenas em cima de uma rede social, é como construir a sede de sua empresa em um terreno alugado, onde já há um projeto de construção de um parque público no local.

Você pode até achar que o parque nunca vai se construído, do mesmo jeito que a rede social nunca vai perder a sua força, que ela nunca vai mudar as regras, e que ela nunca vai te bloquear.

Só que a história projeta uma tendência que transforma tudo isso em um fato. Então vai acontecer!

Um bom posicionamento em redes sociais é apenas uma parte necessária do processo, mas ficar só nesta parte, é como jogar golfe com apenas uma só tacada.

É até possível acertar o buraco de primeira, mas convenhamos, é muito improvável e com chances de recorrência frequentes completamente descartadas.

O marketing raiz exige estratégia, planejamento e uso de diversos canais apontados para um objetivo claro e congruente com os seus produtos e serviços.

Ele precisa trazer os seu prospects para o seu terreno, longe do barulho, longe do assédio da concorrência, para perto de você e em um ambiente em que ele possa lhe ouvir na frequência que você definir, independente de algoritmos de entregas.

Quando for fazer qualquer investimento em marketing digital pense em tudo que foi dito ai acima, e veja se vale a penas seguir a multidão sem rumo definido.

Vou disponibilizar abaixo o diagrama do meu funil de vendas pela campanha da marca pessoal, foi um dos primeiros e gerar os resultados que qualquer gostaria ter”.

Hoje ele é parte de um grande conjunto de estratégias de marketing digital que utilizo, mas que tenho um carrinho especial, pois foi com ele que conquistei os primeiros clientes que não estavam na lista de contatos do celular.

Pessoas completamente desconhecidas que através deste modelo de marketing, se relacionaram comigo, e a milhares de quilômetros de distância receberam minhas ofertas sem restrições de quantidade de caracteres, tipos de linguagens, formas e tamanhos de imagens, porque estavam na minha casa, convidados por mim.

E na minha casa eu tratos os meus convidados seguindo a minhas regras para tratá-los da forma que desejar para agradá-los.

Funil da marca pessoal

Está aí!

Se quiser falar comigo para tirar qualquer dúvida sobre o tema e quiser ver tudo funcionado na prática com métricas e resultados, clica ai e marca uma reunião online comigo.

Vem para minha casa para conversarmos longe do barulho, garanto que vou lhe tratar como todo convidado merece.

QUERO UMA REUNIÃO ONLINE

Um grande abraço.