Se você não for visto não será escolhido

Artigo Lula Moura

Certamente você já presenciou, ou até aconteceu com você mesmo, um fato onde apesar de fazer tudo certo, alguém que tinha a mesma função dentro da empresa e exercia as mesmas atividades ou responsabilidades foi promovido e você não.

Essa pessoa teve aumento salarial e frequentemente é utilizado como exemplo, enquanto você, muitas vezes com formações acadêmicas e técnicas maiores, nem ao menos é citado, e passa a sentir-se desvalorizado e sem reconhecimento.

Continue lendo “Se você não for visto não será escolhido”

A marca pessoal e sua carreira

Lula Moura - Cocah de Marca Pessoal

 “Sua marca é o que as pessoas dizem sobre você quando não está na sala

Esta frase dita por Jeff Bezos – CEO da Amazon, deixa bem claro a abrangência de percepções e opiniões que você pode gerar para as pessoas através de suas competências, atitudes, maneiras de lidar com as diversas situações do dia a dia, forma de com se apresentar e de se relacionar com elas.

E não há como negar que estas situações que impactam na marca pessoal influenciam diretamente a sua carreira. Continue lendo “A marca pessoal e sua carreira”

Qual o status da sua marca pessoal?

A construção de uma marca pessoal envolve uma significativa mudança na maneira como refletimos sobre o que fazemos.

A ideia desta mudança é criar uma mentalidade firme e voltada diretamente para a busca de suas conquistas, criando ações e atitudes que representem você na “fotografia” destes objetivos alcançados, mesmo em momentos em que as coisas não se saírem exatamente como o planejado.

Mas é importante perceber que mesmo que você acredite que é bom naquilo que faz, e ache que as outras pessoas irão perceber valor relevante nisso, a visão do mundo provavelmente não estará nesta perspectiva. Continue lendo “Qual o status da sua marca pessoal?”

Faça da melhor forma possível

Apesar da eficiência ser uma bandeira da produtividade, teimamos por buscar soluções fáceis do tipo “quebra-galhos” em vez de soluções definitivas para determinada tarefa ou problema.

Preferimos, talvez pelo péssimo legado da lei do menor esforço, buscar um paliativo, normalmente mais barato e rápido, a uma solução melhor e mais adequada, porém mais cara e trabalhosa.

Você já deve ter ouvido alguém comentar que, se quisesse resolver um problema de forma definitiva, teria que chamar Fulano de Tal. Então, nada melhor que associar sua “marca” a um “resolvedor” de problemas.

Continue lendo “Faça da melhor forma possível”

Como desenvolver a autoresponsabilidade

Como qualquer mudança, nada irá acontecer da noite para o dia, mas iniciar uma jornada é um passo muito importante para fortalecer o objetivo, e já é um bom exercício para a busca da chamada autoresponsabilidade.

Desenvolver a autoresponsabilidade é ter a percepção de que, embora você não possa controlar as pessoas e as circunstâncias, você pode controlar as suas ações.

Para isto seguem algumas dicas pontuais para você praticar a autoresponsabilidade:

Continue lendo “Como desenvolver a autoresponsabilidade”

De quem é a culpa de algo que não deu certo para você?

Autoresponsabilidade

É bastante comum no dia a dia de alguns transferir a culpa de algo que não deu certo para outras pessoas ou para circunstâncias.

Muitas vezes isto é feito sem se sequer perceber, e torna-se uma rotina natural tanto na vida pessoal como na profissional.

Isto revela o que chamamos de uma baixa autoresponsabilidade. Mas o que é isso?

Continue lendo “De quem é a culpa de algo que não deu certo para você?”

Se você não é uma marca, você é uma mercadoria

Há certa confusão entre o significado de ter uma marca pessoal e fazer marketing pessoal. Enquanto o segundo atua no nível da aparência, o primeiro lida com a missão, com sua razão de existir, com aquilo essencial para você.

A marca pessoal é a construção estratégica de uma entidade que cause na sua audiência a percepção mais correta e apropriada para os seus objetivos pessoais e profissionais.

Continue lendo “Se você não é uma marca, você é uma mercadoria”

Por que o mercado escolheria você?

Você já sentiu alguma vez que, embora fizesse algo melhor do que outros em sua atividade, eles conseguiam obter resultados superiores aos seus?

Você se vê como alguém capacitado, competente e apto para exercer suas atividades com destaque acima da média?

Baseado nas incontáveis vezes que fiz perguntas como estas a clientes e outros interlocutores, posso intuir que, tal qual a maioria, você também deve ter respondido afirmativamente a elas.

Continue lendo “Por que o mercado escolheria você?”

Defina aonde quer chegar

Ao definir aonde quer chegar, é a hora de começar a trabalhar nas metas que deverão conduzir com segurança ao destino escolhido.

É preciso também ter a consciência de que jamais deve-se pular etapas nesta longa jornada, pois o sucesso não permite atalhos.

Cito um exemplo de um amigo que não foi promovido de copiloto a comandante porque faltava-lhe o domínio do inglês aeronáutico, ou seja, uma importante meta de sua jornada foi deixada para trás. Continue lendo “Defina aonde quer chegar”