Decisão, comprometimento e foco

Muitas pessoas sabem o que deveriam fazer para ter sucesso na vida, mas poucas realmente seguem em frente e fazem o que é necessário.

Para melhorar nossa qualidade de vida, é preciso dominar nossas emoções, nosso estado físico, nossos relacionamentos profissionais e pessoais, nosso dinheiro e nosso tempo.

Para assumir as rédeas de nossa vida, teremos que se esforçar bastante. Nosso objetivo é entender como funcionam as decisões que tomamos no dia a dia, para então, assumir o controle delas.

thZL7377BE

É importante que saibamos: uma decisão não é um sinônimo de esperança. Não é algo que decidimos e esperamos acontecer. Decidir-se significa focar. Ao tomarmos uma decisão, devemos se livrar de todas as outras possibilidades e se focar em apenas um resultado. Foquemos no que é importante, pois vamos se tornar aquilo que queremos perseguir.

Praticamente todas as ações que tomamos, visam sempre buscar o prazer ou evitar algum sofrimento, seja de maneira consciente ou inconsciente. Assim, uma das maneiras de tomarmos decisões vencedoras é amplificarmos a dor ou prazer associados a estas.

É preciso condicionar a nossa mente a exagerar com relação ao prazer de fazer algo bom e ao sofrimento de fazer algo ruim, fazendo associações mentais entre os objetivos e nossos sentimentos de prazer e dor, para assim, sermos capazes de mudar o nosso comportamento.

Atribuindo quantidade de prazer suficiente para o comportamento que desejamos ajuda a criar um forte impulso para agirmos em prol deste comportamento.

Existem seis passos simples para se buscar e consolidar a ação deste comportamento desejado:

  1. Analise o que você quer da sua vida e o que tem te impedido de alcançar isso. Se você continuar se focando naquilo que não quer, você estará se programando para alcançar essas coisas.
  2. Crie motivação para mudar imediatamente. Encontre uma maneira de conectar o prazer com a mudança, e a dor com qualquer sentimento de procrastinação.
  3. Interrompa seu padrão normal de pensamento. Imagine as coisas de maneira diferente, com humor e exageros. Isso vai te ajudar a se lembrar de situações passadas de maneira completamente diferente.
  4. Pense em um novo método para produzir os mesmos benefícios gerados pelos seus antigos hábitos.
  5. Crie um novo condicionamento. Visualize as atitudes alternativas que você pode ter com intensidade emocional. Use a repetição e a emoção para reforçar os benefícios da alternativa. Desenvolva maneiras de recompensar novos padrões de comportamento. Um padrão reforçado se torna um hábito.
  6. Visualize uma situação que te causou frustração no passado. Se você seguiu esses passos corretamente, você vai se sentir diferente sobre a situação. Se não, volte para os passos de 1 a 5.

Nosso comportamento é o resultado direto do nosso estado emocional atual. Portanto, mudando nosso estado emocional atual, poderemos mudar padrões de comportamento e assim atingirmos os objetivos buscados.

Existem duas maneiras de mudarmos estado emocional.

A primeira diz que a emoção é criada pelo impulso. Se nós queremos sentir uma emoção específica, devemos começar a agir como se já se sentíssemos daquela maneira. A segunda diz que nosso foco se torna a percepção da realidade. Portanto, se o nosso foco está nas coisas que ainda não aconteceram e já nos sentimos bem com elas, criamos um ambiente propício para que essas coisas aconteçam.

Devemos fazer uma lista das atividades que queremos reforçar e criar métodos para se focar nessas atividades na maior parte do tempo.

É preciso que também saibamos que nossos valores guiam todas as decisões que tomamos, e são responsáveis por nossos destinos e nossas realizações. Por isso é muito importante conhecer estes nosso valores, e principalmente usa-los de forma positiva em nossas vidas.

Somos os donos de nosso destino, para direcioná-lo para o que queremos, devemos buscar o autoconhecimento., decidirmos para  onde apontar, se comprometer para isso e buscar o foco.

Pense nisso!!

Artigo inspirado nos livros: Desperte seu gigante interior e o Poder sem limite (Tony Robbins)

Comentários no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *